2006 - 2019  :. Fashion in Brazil .: Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ana Laura Seren

A moda dentro das comunidades do Rio de Janeiro

Ana Laura Seren | @alauraseren

27 JUL 2019 - 12H54

A agência Jacaré Moda nasceu na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro há 14 anos. O fundador Júlio César Lima sempre teve muita vontade de estudar moda, porém não tinha nenhuma condição econômica para isso. Filho de uma mãe faxineira e de um pai pedreiro, as barreiras eram imensas para ele conquistar seu sonho.

Porém, com o tempo, trabalhando como porteiro e faxineiro de um prédio, Júlio se deparou com uma pilha de revistas de moda descartadas e enxergou por meio destas, uma oportunidade de gerar crescimento socioeconômico para a própria comunidade. Logo depois, transformou a sua vontade e o seu conhecimento no projeto “Jacaré Também É Moda”, ou seja, uma agência que visa mostrar ao mundo que a favela existe e desafia a indústria da moda a compreender que modelos brancas, altas e magras não é a única representação de beleza desejável.

No começo, Júlio se mantinha na busca pelas chamadas top models: ou seja, meninas magras e bonitas, com perfil de passarela e capa de revista (o chamado perfil fashion), porém, hoje, ele mudou seu posicionamento, no qual a ideia da empresa não é mais se encaixar na indústria da moda, e sim, fazer a indústria da moda se encaixar na variedade de pessoas e consumidores de todo o mundo.

A Jacaré Moda conta com perfis variados de modelos, os quais quebram as antigas regras de padrão de beleza. O casting expõe belezas diversificadas, tamanhos, pesos e alturas não-padronizados e há um mix de modelos brancos e negros.

Atualmente, o negócio conta com mais quatro sócios: Lucas Rodrigues, Clariza Rosa, Helena Gusmão e Renan Kvacek. Cuja a união fez a Jacaré Moda se estruturar realmente como negócio, deixando de ser um apenas projeto.

A Jacaré Moda possui dois espaços, sendo a sede no Jacarezinho e outro em São Cristóvão, dentro da Malha e apresenta em seu portfólio de clientes grandes nomes como Dressto e Cantão, alem de atender novos criadores com os perfis de modelos que escapam do padrão.

O lema da empresa é “Moda da resistência”, ou seja, busca a diversidade e o respeito.

E a grande surpresa é: a Jacaré Moda agora é SILVA. A produtora passou por um processo de amadurecimento e novas possibilidades de negócio. Agora, ela tem o sobrenome mais popular do Brasil para um mercado que pede por novas pessoas e vozes. E claro, continuam resistindo. E aí, preparadxs pra esse novo tempo com eles?

 

Sigam eles no insta: @silvaprodutora e acompanhem este projeto maravilhoso.