2006 - 2019  :. Fashion in Brazil .: Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ana Laura Seren

Moda para todos: Plus size em expansão

Ana Laura Seren | @alauraseren

18 JUN 2019 - 10H55

O mercado de moda plus size vem ganhando espaço a cada ano. Isto está acontecendo, pois houve um aumento mundial no número de pessoas acima do peso.

Com isso, o comércio começou a olhar para esse setor com mais cuidado.  Há um público e existe uma necessidade real de atende-lo, já que nem sempre essa demanda foi atendida de forma satisfatória.

As empresas estão procurando diversificar o seu mercado cada vez mais. As consumidoras, de maneira geral, querem ver a moda   que retratem o que elas são e o que se identifica com elas.

A própria Vogue referência mundial de moda criou a  Curvy para dar vazão ao universo plus size. No Brasil, a revista  Beleza em Curvas foi lançada com o propósito de mostrar que existem consumidoras carentes por produtos de moda feitos especialmente para elas.

Atualmente, 5 modelos plus size estão roubando a cena do mundo da moda e conquistando fãs com seu empedramento na internet. Elas pregam o amor próprio e defendem em seus posts a auto-aceitarão e a elevação da auto-estima. Elas têm milhares de seguidores nas redes sociais e não usam fitros ou photoshop para ajustar suas imperfeições.

 

São elas:

Tess Holiday 

A modelo americana de 33 anos se tornou um ícone do movimento de auto-estima sobre o corpo, após de ter criado a hashtag #effyourbeautystandards (danem-se seus padrões de beleza) no instagram, onde teve que repelir diversas críticas negativas.

"Criei a campanha porque estava frustrada. Estava brava e triste com as pessoas comentando nas minhas fotos dizendo:

'Você é muito gorda para usar isso' ou 'Cubra-se! Ninguém quer ver isso'. Então uma noite eu estava na minha cama e pensei 'foda-se' e postei quatro fotos minhas usando roupas que mulheres gordas normalmente 'não podem usar' e encorajando outras a fazer o mesmo", disse em entrevista à edição inglesa da revista Cosmopolitan.

Ashley Graham

A modelo americana de 30 anos é uma das fundadoras de um coletivo de modelos plus batizado de ALDA, que incentiva as mulheres a amarem seu corpo independente do manequim. A mesma tem aproximadamente 7,5 milhões de seguidores no instagram e é muito querida pelos fãs.

Em uma palestra, a top contou que se achava muito feia, principalmente depois que chegou a Nova York e ganhou peso. Mas uma hora veio o estalo: "Não acreditava muito nos primeiros meses, mas li em um livro que, se eu me olhasse no espelho todos os dias, dissesse isso e acreditasse de verdade, iria acontecer. Comecei a amar meu corpo, passei a me exercitar e a cuidar de mim. Nenhum homem, nenhum trabalho, nenhum amigo vai me dizer quem eu sou. Eu vou dizer a mim mesma quem eu sou", disse na ocasião.

Fluvia Lacerda

A modelo brasileira que já foi considerada a Gisele Bündchen do plus size tem 38 anos e há 15 anos no mercado internacional. Foi a primeira Ela conta que, até hoje, há fotógrafos que desacreditam dela ou querem ensiná-la a posar por ser gorda. "Fotógrafos me subestimam por ser gorda", afirma ela, que defende o uso do adjetivo gorda, em vez de diminutivos como “gordinha” ou “fofinha”. Com 302 mil seguidores no Instagram, a top é mãe de Lua de 18 anos e  Pedro de 4 anos.

Foi a primeira mulher plus a estampar a capa da revista  Playboy, considerada símbolo da sensualidade por décadas.

Diana Sirokai 

A modelo tem 696 mil seguidores no Instagram e ficou famosa na web por recriar fotos de campanhas de moda e por revelar as mentiras que os programas de edição de foto podem difundir.

Ao  Metro , ela explicou o porquê de fazer isso: "Nós todas somos únicas e é isso que nos torna especial. Ao recriar essas imagens, eu espero atingir as marcas e fazer com que elas comecem a promover uma mudança na indústria da moda", disse.

Iskra Lawrence

A inglesa de 28 anos atua como modelo desde a American Eagle Outfitters para sua linha de lingerie, a Aerie. Trabalhou também como gerente editorial da Runway Riot e é colaboradora da revista Self.

Ela tem 4,2 milhões de seguidores no Instagram e não permite que qualquer foto sua seja retocada para melhorar sua imagem. Possui um posicionamento de inspirar outras mulheres a também se amarem.