2006 - 2019  :. Fashion in Brazil .: Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ana Laura Seren

Coberturas SPFW

Ana Laura Seren | @alauraseren
22 OUT 2019 - 14h37

A semana paulista aconteceu entre os dias 13 a 18 de outubro, no Pavilhão das Culturas Brasileiras que se encontra dentro do Parque Ibirapuera, em São Paulo. Foi apresentada pelo Banco Santander, o banco da moda e teve uma co-realização da IMM e IN_MOD – Instituto Nacional de Moda e Design.

Segundo Paulo Borges, Diretor Criativo do evento, nesta edição o São Paulo Fashion Week celebrou a potência da criação como expressão viva e afetiva das pessoas em sintonia com o tempo presente.

Nesta temporada do SPFW, o Fashion in Brazil foi convidado para prestigiar 4 desfiles. Sendo eles: Fabiana Milazzo, Modem, João Pimenta e Fernanda Yamamoto. Eu, Ana Laura, editora do Portal estive no evento prestigiando estas marcas e acompanhando os todos detalhes e tendências da moda outono/inverno 2020.

 

Segue abaixo fotos e realese de cada uma delas:

 

 

Fabiana Milazzo:

Na tarde de terça feira (15), a mineira de Uberlândia, Fabiana Milazzo, inspirada pela natureza e por sua fazenda, levou à passarela vestidos bucólicos e românticos, estampados com flores e ramos, em um desfile com o tema de “Casa no Campo”.

A estilista desfila no SPFW desde 2016 e é conhecida por vestir celebridades como Sophia Abraão, Mariana Goldfarb e Luiza Possi (todas na primeira fila do desfile desta temporada) com peças luxuosas e ricas em bordados. A designer tem ampliado o leque de propostas criativas de sua grife que tem já quase 20 anos e muitos pontos de venda em multimarcas espalhadas pelo país.

 

 Transparências, estampas boho, tecidos leves e esvoaçantes como o chiffon, cintura  alta, cintos grosso, cartela de cores em tons de beges , pink e roxo foram algumas das tendências apresentadas em sua coleção.

 

Na trilha sonora, a modelo e cantora Barbara Fialho cantou ao vivo a música de inspiração da coleção, “Casa no Campo”, famosa na voz de Elis Regina e fez os convidados se emocionarem.

Modem:

O estilista e ex-estagiário de Giambatista Valli e de Reinaldo Lourenço, André Boffano se inspirou nas modelagens da própria marca para criar sua coleção. No final da tarde de terça feira (15), ele levou a passarela novos volumes e novos shapes, fazendo como se fosse uma colagem 3D nas roupas, apresentando assimetria (referência da marca), saias plissadas só de um lado, sobreposições, franzidos, barras despontadas, looks monocromáticos supercool, blazers e casacos de alfaiataria.

 

Os tons terrosos aparecem em boa parte da coleção, assim como as cores mais alegres (rosa, roxo e  verde fluo).

Modelos como Carol Ribeiro e Ana Claudia Michels prestigiaram a passarela da Modem.

João Pimenta:

 

O estilista se inspirou na personagem Lilith e no universo das mulheres lésbicas para criar sua coleção.

 

Segundo a mitologia, Lilith foi a primeira mulher de Adão, criada antes de Eva. Porém, se rebelou e não aceitou ser submissa dele e acabou sendo expulsa do paraíso, e se transformando em um demônio. O desfile conta esta história de transição.

 

 

João Pimenta usou o universo masculino para vestir mulheres que não querem usar looks de princesa. E para saber ao certo como faria suas roupas, entrevistou garotas para que elas contassem um pouco de seus desejos e necessidades de moda para além do que convencionalmente se chama de estilo “feminino”.

 

A partir daí, levou para a passarela na tarde de quinta feira (18) referências dos anos 80; como pochetes, suspensórios, mangas bufantes, calças saruel, paletós, além de estampas de cobra para se remeter a Lilith.

 

A ideia, com a inspiração, segundo o estilista, não é rotular a mulher sapatona, (termo usado trilha do desfile), mas sim, dar voz às mulheres gays e valorizá-las.

Fernanda Yamamoto

 

A estilista celebrou os 10 anos de sua marca com um desfile que propôs um novo olhar na moda e um processo evolutivo de estilo.

 

A coleção, vestida por mulheres que fizeram parte da história da grife (parceiras, funcionárias e clientes), levou a passarela saias volumosas, com criolina por baixo, patchwork, golas, pliassados, feltragem.

Todas as roupas foram feitas a partir de 450 peças das coleções passadas, as quais foram desmanchadas e transformadas em novas e fantásticas modelagens conceituais e geométricas.

Ao som ao vivo de Chico César com o Coral Jovem do Estado de São Paulo,o desfile emocionou todos os convidados.